Pneumonias

(Dr. Johnny fala sobre a doença)

Dr. Johnny7

Pneumonias são infecções que se instalam nos pulmões, órgãos duplos localizados um de cada lado da caixa torácica.

Dr. Johnny Zoppas, explica que basicamente, pneumonia é provocada pela penetração de um agente infeccioso ou irritante (bactérias, vírus, fungos e por reações alérgicas) no espaço alveolar, onde ocorre a troca gasosa. Esse local deve estar sempre muito limpo, livre de substâncias que possam impedir o contato do ar com o sangue.

Diferentes do vírus da gripe, que é altamente infectante, os agentes infecciosos da pneumonia não costumam ser transmitidos facilmente.

SINTOMAS

Embora seja uma doença muito associada à velhice, é essencial destacar que qualquer pessoa, em qualquer idade, está sujeita a contrair uma pneumonia, daí a importância de reconhecer os sintomas:

  • Febre alta;
  • Tosse;
  • Dor no tórax;
  • Alterações da pressão arterial;
  • Confusão mental;
  • Mal-estar generalizado;
  • Falta de ar;
  • Secreção de muco purulento de cor amarelada ou esverdeada;
  • Toxemia (excesso de toxinas no sangue);
  • Prostração.

FATORES DE RISCO

  • Fumo: provoca reação inflamatória que facilita a penetração de agentes infecciosos;
  • Álcool: interfere no sistema imunológico e na capacidade de defesa do aparelho respiratório;
  • Ar-condicionado: deixa o ar muito seco, facilitando a infecção por vírus e bactérias;
  • Gripes mal cuidadas;
  • Mudanças bruscas de temperatura.

RECOMENDAÇÕES PARA PREVENIR PNEUMONIAS

  • Não fume e não beba exageradamente;
  • Observe as instruções do fabricante para a manutenção do ar-condicionado em condições adequadas;
  • Não se exponha a mudanças bruscas de temperatura;
  • Procure atendimento médico para diagnóstico precoce de pneumonia, para diminuir a probabilidade de complicações.

Dr. Johnny Zoppas é médico clínico e cirurgião e integra o corpo clínico da Saúde Center Clínica de Tapejara. Informações pelo telefone 3344-3600.

Semana Mundial da Amamentação

De primeiro a sete de agosto é comemorado a Semana Mundial da Amamentação.

O leite materno é o alimento ideal e mais completo para o bebê devido às suas propriedades nutricionais e imunológicas, protegendo o recém-nascido de infecções, diarreia, doenças respiratórias, entre outras e permitindo seu crescimento e desenvolvimento saudável.

Segundo a enfermeira Rejane Santini Féderle, a amamentação, além de exercer um efeito protetor contra doenças no início da vida do lactente, oferece benefícios psicológicos e auxiliares na formação do vínculo afetivo entre mãe e filho.

Para o Instituto Nacional de Câncer (INCA), além da proteção para o bebê a amamentação traz também benefícios para a mãe, diminuindo o risco de desenvolver câncer de mama. Observa-se que durante o período de aleitamento, as taxas de determinados hormônios que favorecem o desenvolvimento desse tipo de câncer caem na mulher, além disso, o processo de amamentação promove uma eliminação e renovação de células, fazendo com que as chances de desenvolver o câncer de mama diminuam.

Sempre disponível na temperatura ideal e devidamente esterilizado, reconhecido pelos inúmeros benefícios, é recomendado o aleitamento materno por dois anos ou mais, sendo exclusivo nos primeiros seis meses de vida.

A amamentação é uma forma maravilhosa de nutrir e criar laços com seu bebê, é um processo natural, mas desafiador.

As dicas são da enfermeira Rejane Santini Federle que atua na Saúde Center Clínica com o Dr. Mario Blaya (Ginecologista e Obstetra) e Dra. Elenice Mariotto Blaya (Pediatra). Informações pelo telefone 3344-3600.

PEDRA NA VESÍCULA BILIAR (Colelitíase)

(Dra. Luiza Mainardi esclarece)
 

2

Alguns pacientes, ao apresentar dor do lado direito do abdome associada a enjoo e vômito, descobrem que possuem pedra na vesícula biliar.

O exame de escolha para a investigação é a ultrassonografia do abdome superior, pois este exame identifica os cálculos (pedras) dentro da vesícula biliar.

O tratamento consiste na retirada cirúrgica da vesícula biliar. A cirurgia pode ser realizada da maneira convencional (corte abaixo da costela do lado direito) ou por videolaparoscopia (4 pequenos cortes em torno de 1-3cm para introdução do aparelho de vídeo).

Antes da cirurgia, é necessário solicitação de alguns exames e avaliação pré-operatória, com a finalidade de diminuir os riscos do procedimento.

A recuperação depois da cirurgia depende do tipo de procedimento realizado e das condições de cada paciente.

Dra. Luiza Seganfredo Mainardi é médica do aparelho digestivo e cirurgiã geral e integra o corpo clínico da Saúde Center Clínica de Tapejara. Informações pelo telefone 3344-3600.

Você conhece a cirurgia para Refluxo ?

(Dr. Felipe explica o que Hérnia de Hiato)

Dr. Felipe

Hérnia de hiato é um defeito no músculo diafragma que faz com que o estômago suba para dentro do tórax.

Com a doença, o mecanismo que impede que o ácido do estômago suba ao esôfago deixa de existir. O ácido causa queimação, azia, dores do peito e empachamento, sendo fator de grande impacto na qualidade de vida das pessoas e causando futuras complicações.

Doença do Refluxo e Câncer

Com o tempo, pacientes com refluxo danificam o tecido do esôfago, podendo causar complicações sérias, como esofagite, úlceras, mal funcionamento do órgão e predispor a doenças gravíssimas como o câncer.

Segundo o Dr. Felipe Camargo Ribeiro, uma vigilância detalhada e constante deve ser direcionada aos pacientes de risco. Dentre sinais e sintomas, pode haver dores no peito, tosse seca, pigarro e dificuldade para engolir; além de infecções de garganta e pulmão com frequência.

Como se trata a hérnia de hiato e o refluxo gastroesofágico?

O tratamento inicial é medicamentoso, mas a Cirurgia de correção da Hérnia de Hiato pode ser indicada a depender dos resultados de exames e se sintomas da doença persistam por ineficácia dos remédios. A cirurgia Videolaparoscópica da Doença do Refluxo é realizada com excelentes resultados.

Como é feita a cirurgia?

Na cirurgia de Hérnia de Hiato ou Doença do Refluxo, o cirurgião fecha o defeito no músculo do diafragma, o hiato, e confecciona um novo mecanismo anti-refluxo com o estômago, criando uma válvula. Dessa forma evita-se o refluxo e não se faz mais necessário o uso dos medicamentos contínuos para o tratamento da doença.

Segundo o Dr. Felipe Camargo Ribeiro, médico especialista em Gastro e Cirurgia,  a cirurgia é rápida e o paciente fica internado por 24 horas, recebendo alta rápido. A recuperação total acontece entre 5 e 7 dias após a operação, retornando às atividades normais de trabalho. Trata-se de uma cirurgia que teve grande evolução com a técnica de Videolaparoscopia e Robótica, havendo o enorme diminuição da dor e o trauma cirúrgico antigamente tidos por grandes cortes.

Dr. Felipe Camargo Ribeiro é integrante do corpo clínico da Saúde Center Clínica de Tapejara. Informações pelo telefone 3344-3600.

Cuidados com a Pele no Inverno

(Dra. Laura Z. Costamilan, dermatologista, dá algumas dicas)

7f3b1b30-6dd3-4860-aae5-3949d2132e92

Com a chegada do frio e a redução da transpiração cutânea, a pele passa a um estado de menor hidratação basal. Somando-se os banhos demasiadamente quentes e demorados, na tentativa de afastarmos o frio, a pele, naturalmente, se torna ressecada. Muitas vezes a desidratação cutânea pode ser importante a ponto de causar coçadura generalizada ou, ainda, suscitar ou agravar, doenças como dermatite atópica, dermatite seborreica, eritema pérnio, entre outras.

A Dra. Laura Zambonato Costamilan lembra que o uso de sabonetes deve ser controlado nos banhos diários, mais enfaticamente ainda no inverno, uma vez que removem o manto lipídico superficial, contribuindo de forma importante à quebra da umidificação. A limpeza cutânea deve ser direcionada às áreas íntimas e às áreas com sujidade visível ou presumida (como face, mãos, axilas), já que a própria água corrente também proporciona remoção de impurezas hidrofílicas, como o suor. Ainda, é importante salientar que: 1) os sabonetes e sabões apresentam pH mais elevado (mesmo os “neutros”) em relação ao natural da pele, que tende à acidez (em média, a pele apresenta pH de 5,5), trazendo, assim, também componente irritativo e tendência ao desequilíbrio da flora bacteriana fisiológica (e saudável) cutânea; 2) os sabonetes bactericidas são ainda mais alcalinos, sendo, consequentemente, mais irritativos à pele e não devem ser empregados de modo rotineiro. Atualmente, alternativa bastante interessante são os detergentes sintéticos chamados ‘Syndets’ (do inglês, synthetic detergents), que por se aproximarem das características naturais da pele (inclusive do pH), mostram-se menos agressivos, especialmente se cútis inflamada ou ressecada.

Mesmo atentando aos produtos diários de limpeza, faz-se necessário, adicionalmente, o uso continuado de emolientes, tanto para recuperação quanto manutenção da hidratação cutânea – lembrando que os óleos de banho são capazes de manter uma pele hidratada, porém, diferentemente dos cremes e loções, não recuperam estado de hidratação já deficitário.

Obviamente, nenhum cuidado tópico cutâneo substitui a necessidade de hidratação oral abundante e dieta nutritiva, uma vez que a pele também espelha tanto o estado nutricional quanto de saúde geral do indivíduo.

Independentemente da estação, cuide da sua pele com carinho e, na dúvida, consulte seu dermatologista.

A Dra. Laura Zambonato Costamilan é médica dermatologista e integra o corpo clínico da Saúde Center Clínica de Tapejara. Informações pelo telefone 3344-3600.

 

Laura Zambonato Costamilan

Médica Dermatologista  –  CRM 39305 | RQE 35231

Vacinação em dia, mesmo na pandemia

(Dr. Gerson Peres, médico pediatra, alerta para aimportância)

DSC_3633

É aceitável que o medo de comparecer às salas de vacinação é compreensível no contexto atual, mas as doenças preveníveis por vacina também são extremamente perigosas e capazes de levar à morte ou deixar sequelas e continuam ocorrendo ao redor do mundo sem parar para fazer quarentena.

Segundo o Dr. Gerson Peres, médico pediatra, interromper a vacinação rotineira — em especial de crianças menores de 5 anos, gestantes e outros grupos de risco — e as estratégias de seguimento e contenção de surtos pode levar ao aumento de casos de doenças imunopreveníveis e ao retorno de doenças eliminadas ou controladas. “No curto, médio e longo prazo, as consequências para as crianças podem ser mais graves do que as causadas pela pandemia”, alerta o médico.

A covid não está sozinha, doenças como o Sarampo e febre amarela continuam a ocorrer no Brasil, e a pólio pode voltar se não mantermos uma cobertura de 95% de vacinados.

O Dr. Gerson reitera que a vacinação é uma das prioridades em saúde pública e deve ser mantida, sempre que possível, com a adoção de estratégias adaptadas às realidades locais. Tais estratégias devem preservar a segurança dos profissionais da saúde, da comunidade e cuidadores, e se enquadrar nas regras de distanciamento social definidas para cada período da pandemia.

Não vamos deixar que só máscara, isolamento social e higienização das mãos, protejam nossa população, precisamos manter em dia as vacinas das nossas crianças, dos adolescentes, das gestantes, dos idosos e daquelas pessoas de risco para complicações que vivem com doenças crônicas”, finaliza o médico.

Dr. Gerson Peres é médico pediatra e integra o corpo clínico da Saúde Center Clínica de Tapejara. Informações pelo telefone 3344-3600.

– Campanha da Unicef, Sociedade Brasileira de Pediatria e Sociedade brasileira de Imunologia –

O QUE É CIRURGIA GERAL?

(Dra. Luiza Seganfredo Mainardi explica)

4

A cirurgia geral é a especialidade que trata doenças cirúrgicas de baixa a média complexidade.

 

QUANDO DEVO PROCURAR ESTA PROFISSIONAL?

Em caso de dores ou outros sintomas abdominais, além de outras alterações ou lesões superficiais da pele.

 

QUE TIPOS DE CIRURGIAS ESTA ESPECIALISTA REALIZA?

– Colecistectomia (retirada da vesícula biliar)

– Hernioplastia (correção de hérnias: inguinal, umbilical, incisional)

– Hemorroidectomia (tratamento cirúrgico da hemorroida)

– Apendicectomia (retirada do apêndice cecal)

– Drenagem de abscesso

– Retirada de pequenas lesões como lipomas, cisto sebáceo, verrugas…

– Além de outras cirurgias.
Tem alguma dúvida sobre esta especialidade?
Dra. Luiza Seganfredo Mainardi

Atendimento em Tapejara:

Rua Tranquilo Basso, 380

Saúde Center Clínica

(54)3344-3625

(54)99927-6907

 

Você já teve azia?

(Dra. Luiza Mainardi fala sobre a doença)

1

Porque acontece a azia?

O estômago está protegido da ação dos ácidos gástricos pelo muco gástrico. Quando há refluxo dos ácidos para o esôfago é quando ocorrem alguns sintomas desconfortáveis, como o ardor, devido à inexistência de qualquer camada protetora, da ação dos mesmos, no esófago.

Sintomas da azia

A Dra. Luiza Seganfredo Mainardi explica que normalmente a azia se caracteriza pelo ardor e sensação de desconforto na garganta ou no peito. Estes sintomas poderão se agravar se estiver deitado ou dobrado, e poderão fazer-se sentir com maior ou menor intensidade de pessoa para pessoa.

Esta é uma situação que costuma ocorrer, na maior parte das vezes, após as refeições e pode ser desencadeada pelo consumo de alguns alimentos, álcool, o stress e também durante a gravidez.

Causas da azia:

  • Comer em demasia;
  • Comer muito rapidamente;
  • Comer antes de se deitar;
  • Ingerir alimentos gordurosos;
  • Refeições muito condimentadas com picante, tomate ou cebola;
  • Ingerir bebidas com cafeína, álcool ou de citrinos;
  • A toma de alguns medicamentos para o coração, asma ou hipertensão;
  • Excesso de peso;

A Dra. Luiza dá algumas dicas de como prevenir a azia:

  • Não exagere às refeições;
  • Coma devagar e mastigue bem os alimentos;
  • Evite beber café e outras bebidas estimulantes;
  • Evite comer chocolate;
  • Evite refeições muito condimentadas, os picantes e os fritos;
  • Beba bastante água ao longo do dia;
  • Evite fazer intervalos muito longos entre as refeições;
  • Durma com o tronco numa posição mais elevada;
  • Tente manter sempre uma postura ereta.

Dra. Luiza Seganfredo Mainardi é médica clínica e cirurgiã. Pós-graduada em endoscopia digestiva alta e integra o corpo clínico da Saúde Center Clínica de Tapejara. Informações pelo telefone 3344-3600.

Quatro Fatos sobre cirurgia plástica

Dr. Bruno Blaya esclaresce

1

A cirurgia é uma decisão pessoal e nunca deve ser feita por uma motivação externa. Você quer mudar? Reflita sobre as suas reais motivações na tomada de decisão desse passo tão importante. Além disso, só você pode decidir se a cirurgia proposta alcançará suas expectativas e se as complicações e riscos são aceitáveis. SINTA-SE LIVRE PARA FAZER PERGUNTAS – E VOCÊ DEVE FAZÊ-LAS!!

2) O Cirurgião Plástico tem a obrigação de explicar-lhe com detalhes os riscos associados à cirurgia, e por isso é necessário sua assinatura dando vistas em um termo de consentimento com todas as informações e esclarecimentos acerca da cirurgia a qual você será submetido.

3) É natural sentir ansiedade, seja pela emoção e entusiasmo pelo seu novo visual ou pelo estresse pré-operatório.

4) A sua parceria com o cirurgião não acaba quando termina a cirurgia. A relação deve continuar, mesmo porque os resultados da maioria dos procedimentos plásticos cirúrgicos são permanentes. No entanto, podem ocorrer mudanças com o passar do tempo. Por isso, as visitas regulares são tão importantes.

O cirurgião plástico Dr. Bruno Blaya é integrante do corpo clínico da Saúde Center Clínica de Tapejara. Informações pelo telefone 3.344-3600.

Dr. Bruno Blaya CRM/RS 35691 RQE/RS 31926

#drbrunoblaya  #cirurgiaplastica  #sbcp #cirurgiaplasticatapejara #beleza #estética

ABDOMINOPLASTIA

Cirurgião plástico Dr. Bruno Blaya esclarece
2
A abdominoplastia é uma cirurgia no abdômen em que se remove o excesso de gordura e de pele e, na maioria dos casos, restaura os músculos enfraquecidos ou separados, criando um perfil abdominal mais suave e tonificado.
 
IMPORTANTE: Esse procedimento é altamente individualizado. Por isso, você deve fazê-lo para si mesmo, não para satisfazer os desejos de outra pessoa ou para se adaptar a qualquer tipo de imagem ideal.
 
O Dr. Bruno Blaya é cirurgião plástico e atende na Saúde Center Clínica de Tapejara. Informações pelo telefone 3344-3600.
 
Dr. Bruno Blaya CRM/RS 35691 RQE/RS 31926
 
#drbrunoblaya #abdominoplastia #cirurgiaplastica